sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Esplunca

Chega hoje ao fim mais 3 dias de parmanência naquela que é a Residêncial mais esplunca deste país (Residêncial Avenida, Coimbra).

Não por onde começar a descrever, talvez de baixo para cima;

P0 - tem um restaurante Indopaquistanês (o que quer que isso seja, nunca comi) que deita um cheiro a comida fortemente condimentada por toda a residêncial
- sala de pequeno almoço...lool pequeno almoço...pão com planta, leite com borras de natas, frio e café frio, taboleiros sujos, riscados e medonhos, pratos com restos de comida seca

P1 - quartos....camas todas lixadas, colchões empenados, frinchas nas portas com mais 2,5 cm, janelas de vidro simples, caixilho de madeira e digamos fortemente ventiladas. Casa de banho sem pressão de água e com um tempo de espera por água quente de 15 min, um gajo deixa a toalha no chão (que tem aquelas lagartas pretas, duras) para ser mudada e eles pegam e penduram na porta da casa de banho.
Não tem aquecimento, tenho de levar ventilador de casa e posso dizer que para um quarto com 10m^2, um termoventilador de 2000w ligado toda a noite, pouco aquece.

P2 - a cena repete-se...

preço por quardo individual 17,5€
preço por pequeno almoço 2,5€

1 comentário:

  1. Para ti qualquer coisa chega... deves pensar que és um príncipe!!!

    ResponderEliminar